Viagem

Copacabana e o famoso Lago Titicaca na Bolívia!

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Copacabana, que cidadezinha incrível. Eu estava ansiosa para visitar esse lugar, sério! Os passeios são lindos e repletos de história e cultura. Não tem como não se apaixonar e ficar encantado. A cidade é bem pequena, tem cerca de 6 mil habitantes. Fiquei no hostel bem no centro, mas a cidade é tão pequena (e barata) que mesmo um hostel mais longe estaria perto, haha.

Fiquei na cidade por 2 dias, o suficiente pra fazer quase todos os passeios. Assim que chegamos fomos a uma agência de turismo contratar os pacotes de passeio. Nesse mesmo dia, conhecemos “Las islas flotantes” (nas imagens abaixo), o passeio durou cerca de 2 horas e pagamos 30 bolivianos, 15 reais. Lá na ilha almoçamos, a comida é bem barata e bem farta, vendem prato individual. Peixe fresquinho, pescado na hora por você mesmo. Amo! Pagamos 30 bolivianos, 15 reis. Caminhando pela ilha é possível dar uma pequena subida pelas pedras e ter uma vista privilegiada do lago Titicaca.

Como chegar em Copacabana?

Eu peguei um ônibus em La Paz, com uma agência que contratamos por lá mesmo. Mas na rodoviária também existem diversas companhias de ônibus indo pra lá. Paguei 40 bolivianos, 20 reais. A viagem durou cerca de 4 horas.

Assista os vlogs da viagem aqui.

A ilha era dedicada ao culto feminino.
Isla del Sol é a maior ilha do Titicaca e é o destino turístico mais famoso partindo de Copacabana.

No segundo dia na cidade, fizemos o passeio que percorria o lago Titicaca passando pela “Isla del Sol e Isla de la Luna”. Pagamos 70 bolivianos, 35 reais, pelos dois passeios. Na hora paguei mais 30 bolivianos pelo guia, assim eu conseguiria subir a montanha ouvindo e conhecendo toda a história das ilhas. Sozinha seria apenas uma trilha com lindas paisagens, com o guia o passeio ficou muito mais rico por conta de tudo que ele nos explicava.

Pegamos o barco na beira do lago Titicaca, em Copacabana, seguimos para Isla Del Sol e em seguida para Isla de la Luna. O passeio é bem cansativo e dura o dia todo. Chegamos de volta ao hostel já era umas 17:30.  No geral, o passeio é lindo e vale muito, muito apena. Viajar pela Bolívia é muito barato, comida, hospedagem, transporte… E fiquei chocada, sabia que era barato, mas não esperava que fosse tanto. Fui pra Bolívia sem saber que me depararia com tanta beleza natural e pontos turísticos incríveis, sério! Então se você mora no Brasil precisa conhecer, viajar pra alguns países da América Latina é muito barato.

IMPORTANTE: Se você não gosta de andar de barco, não vá. São cerca de 2 horas dentro do barco, sem banheiro. Eu que não tenho fobia me senti agoniada. E se você costuma enjoar, leve um remédio.

Leve comida e água para o passeio, além de não ter muita opção o que tem é um pouco mais caro que em Copacabana. Uma garrafa de água de 1l custa uns 10 bolivianos. Ainda bem que eu fui preparada rs.

Cerro Calvaria, Copacabana!

A caminhada de cerca de 750 metros deve durar entre 30 a 45 minutos, dependendo do ritmo de cada um.

O Cerro Calvario  é um monte muito visitado pelos bolivianos e pessoas religiosas. O trajeto lembra o caminho feito por Jesus carregando a Cruz, até o Calvário, a Via Crucis. Lá de cima a vista é absurdamente linda. Sugiro que você faça o percurso na parte da tarde, assim conseguirá admirar o pôr-do-sol. Além de conseguir ver toda a cidade de cima e o lago Titicaca. A cidade está a quase 4000 metros acima do nível do mar, então a subida é bem cansativa. Eu levei cerca de 1 hora para fazer todo o trajeto. Além, do calvário, bem pertinho dali, também tem a Basílica de Nossa Senhora de Copacabana. Vale a visita!

Melhor época para ir a cidade?

Bom, os meses mais chuvosos são os meses entre Dezembro e Fevereiro. Mas no geral, o ano inteiro é bom para se viajar. O clima sempre vai ser frio, por conta da altitude. São quase 4000 metros acima do nível do mar. Achei a cidade mais fria do que La Paz.

O que fazer a noite?

Bem no centro, as margens do lago Titicaca, têm muitas opções de bares, restaurantes, cafeterias, muitas opção é o que não falta. Tanto de comidas típicas quanto outras, como pizza, omelete, etc. A coisas são baratas demais, se comparadas ao Brasil e vem uma boa quantidade. Essa foto abaixo é de um piquemacho, comida bem típica na Bolívia, serve duas pessoas e pagamos 70 bolivianos.

Uma dica: Não deixe para tomar café na rua antes dos passeios, fomos de barriga vazia para o passeio, não tinha nada aberto e o único lugar que tinha além de muito caro, ainda fomos mal atendidos.

Até a próxima!

Comments

comments

Comments

Write A Comment

Pin It